quinta-feira, 18 de março de 2010

DOCE

O mate da minha avó - numa caneca só minha - levava quatro colheres grandes cheias de açúcar. Cinco quando eu pedia mais. E a vida era doce.

(Fabio Rocha)

4 comentários:

Anônimo disse...

momentos simples tornam a vida doce...

Fabio Rocha disse...

;)

ErikaH Azzevedo disse...

Li em algum lugar
sorte é ter um passado doce e um açucareiro nas mãos.


um bjo

Erikah

Claire disse...

saudades desse tempo que o doce da vida tava numa colher rs rs rs;;;; agora nao tenho nem colher de cha rs